Na mídia

Entrevista com o nutricionista esportivo Daniel Cady

17/05/2015

Confira as dicas que aprendemos com o nutricionista:

SUPBA: Qual o tipo ideal de alimento deve ser consumido e quanto tempo antes de uma remada?

CADY: Levando-se em consideração que a maioria das pessoas remam pela manhã cedo, ao acordar, devido as melhores condições de temperatura e vento, e percorrem distâncias em torno de 5-10km, indico e prefiro consumir sempre que possível, 20-40 minutos antes do treino, apenas carboidratos de absorção prolongada (inhame, batata doce, aipim, banana-da-terra, aveia) associados sempre a ingestão de água, pois a energia contida nesses alimentos é metabolizada e disponibilizada para o corpo lentamente, evitando picos de energia acompanhados de queda de desempenho e fadiga precoce durante a remada.

SUPBA: E quais os alimentos que devem ser evitados antes de uma remada?

CADY: De um modo geral, contraindico o jejum prolongado e alimentos açucarados, refinados e gordurosos (biscoitos, pães, bolos, sucrilhos, geleias, doces, açúcar) e laticínios (leite, manteiga, queijo, iogurte).

SUPBA: Durante o treino, o praticante deve repor a energia gasta de alguma maneira?

CADY: Depende do objetivo, duração e intensidade do treino de cada um. Se for uma remada curta (20-30 minutos), lenta e recreativa apenas água pode ser o suficiente. Caso seja uma remada mais intensa, longa e competitiva (60-90 minutos), recomendo usar algum suplemento repositor energético líquido com eletrólitos para combater a desidratação e fadiga.

SUPBA: Após ou durante o treino é indicado o consumo de algum suplemento?

CADY: Durante a remada, em pé, em cima de uma prancha, no mar e com as duas mãos ocupadas é bem complicado comer algum alimento sólido. O suplemento é uma opção muito conveniente e prática, basta ser diluído em água e ser acondicionado em mochilas térmicas próprias do tipo Camelback. Após o treino, o suplemento pode ser útil e necessário para alguns remadores mais experientes e/ou competitivos, devendo sempre ter o auxilio de um profissional nutricionista.

SUPBA: Alguma dica especial de alimentação para os nossos atletas?

CADY: Não negligenciem a hidratação, sobretudo, no mar. A desidratação é a maior responsável pela fadiga prematura e queda de performance, até mais do que o jejum prolongado de comida. A alimentação e rehidrataçào pós-treino é tão importante quanto a refeição pré-treino, evite o jejum prolongado após o treino e combine na proporção de 2:1 alimentos ricos em carboidratos (raízes, pães, frutas e cereais) e proteínas (ovo, laticínios, carnes magras) respectivamente.

SUPBA: Quais os principais benefícios obtidos com o acompanhamento nutricional especializado?

CADY: Quando o trabalho é feito em conjunto e personalizado fica mais fácil adequar as necessidades nutricionais e atingir os nossos objetivos de composição corporal e performance, pois todo ser é único e possui uma individualidade bioquímica.

Obrigada, Cady! Até a próxima!

 

Fonte: http://supba.com.br/2015/05/17/cady/

Compartilhe G+
<
<